Técnicas alternativas e agrossilvicultura para autossuficiência e sustentabilidade

Agricultura Familiar / Tailândia

As regiões de Chiang Mai, Yasothorn e Srisaket, localizadas no norte e nordeste da Tailândia, estão enfrentando desmatamento devido à monocultura de milho e soja para o setor de criação animal e para o cultivo de arroz, aliado à baixa qualidade do solo e seca. Isso coloca em risco o sustento dos agricultores locais e ameaça o meio ambiente.

NOSSO IMPACTO

icon-farmers.png

1.130

AGRICULTORES ENVOLVIDOS

icon-beneficiaries2.png

4.500

BENEFICIÁRIOS

icon-trees2.png

100.396

ÁRVORES PLANTADAS

icon-water2.png

15.990

tons reduction in CO2 emissionsTONELADAS DE EMISSÕES DE CO2 REDUZIDAS

Nosso trabalho

Trabalhando em parceria com o Projeto PUR, a Fundação buscava ajudar os agricultores desfavorecidos a serem autossuficientes, fornecendo novas fontes de receita e desenvolvendo soluções sustentáveis. Fizemos isso por meio da agrossilvicultura, da colocação de patos nos arrozais (patinhos são soltos em arrozais irrigados para oxigenar a água, nutrir o solo e comer caracóis e plantas daninhas) e da combinação pecuária de pequena escala com a agricultura. A ênfase foi colocada no treinamento dos agricultores para criar as condições certas para o empoderamento da comunidade e a autonomia, e foi estabelecido um “banco de patos”, baseado em pagamentos e reembolsos em espécie para a colocação de patos nos arrozais. 

Principais impactos

O programa permitiu a transição para a agricultura familiar sustentável, com baixo impacto ambiental e grande melhoria do rendimento, o que contribuiu para o empoderamento das comunidades locais. A agrossilvicultura mitigou os principais efeitos adversos (inundações e secas) das mudanças climáticas. As famílias de agricultores pobres aumentaram sua produção e rendimento de arroz sem depender de insumos comprados, com aumentos de economias ou renda na região, variando de 20% a 30%. 

Sobre nosso parceiro

ldf-logo-pur.png

Um negócio social presente em 40 países, o Projeto PUR trabalha com empresas para regenerar os ecossistemas dos quais eles dependem, ao mesmo tempo em que empodera comunidades locais e incentiva iniciativas locais empreendedoras.

Duração do projeto

2013-2017

 

DEPOIMENTO

Planto árvores porque estou ciente do aquecimento global e do impacto na cultura do arroz. Não tenho terra suficiente, mas plantando árvores no arrozal, tenho meus campos e uma floresta ao redor deles. Também podemos usar árvores para construir casas. E porque elas são valiosas, nossos filhos podem herdar as árvores.

Pakpoom

Surin