Empoderamento e sustentabilidade na agrofloresta

Agricultura Familiar / Indonésia

Na ilha de Sumatra, os agricultores cultivam café arábica de alta qualidade em altitudes elevadas em Aceh e no norte de Sumatra, enquanto as comunidades em Lampung cultivam café em florestas protegidas, as quais eles administram e utilizam com licenças emitidas pelo Departamento Florestal da Indonésia. Como resultado do desmatamento, a rica biodiversidade da região está desaparecendo e a erosão do solo está aumentando. Os rendimentos das safras de café são impactados negativamente pela falta de sombra, clima mais instável e doenças ligadas às mudanças climáticas.

DESTAQUES

icon-farmers.png

883

AGRICULTORES ENVOLVIDOS EM AGROFLORESTA

training2.png

9.671

AGRICULTORES PARTICIPARAM DE TREINAMENTOS EM BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS

icon-beneficiaries2.png

30.675

BENEFICIÁRIOS

icon-trees2.png

288.181

ÁRVORES PLANTADAS

Nosso trabalho

O programa executado pelo Projeto PUR e apoiado pela Fundação tem como objetivo preservar o capital natural da região, regenerar o ecossistema do café, garantir a produção sustentável de café e diversificar a renda dos agricultores por meio de soluções agroflorestais.

Através de uma combinação de agrofloresta, treinamento em boas práticas agrícolas para a produção de café e implementação de ferramentas de monitoramento, o programa aborda as questões urgentes de desmatamento, erosão e pobreza com envolvimento da comunidade. Os viveiros de árvores são gerenciados por grupos de agricultores com a participação ativa de todos os membros do projeto, incluindo as mulheres. 

Principais impactos

A agrofloresta tem permitido um controle melhor da erosão do solo, com maior cobertura da terra impedindo que o solo superficial seja lavado em terrenos inclinados, bem como a regulação do microclima, maior umidade e proteção contra a seca. 

As árvores plantadas fornecem um habitat benéfico para a fauna, como as abelhas, levando ao aumento da polinização do café. O plantio de árvores também diversificou e aumentou a renda através da produção de frutas, madeira e ingredientes medicinais e cosméticos à base de plantas. 

Foi realizado treinamento em Boas Práticas Agrícolas  a respeito das melhores práticas agrícolas para o tratamento de cafezais e sistemas agroflorestais, permitindo que os beneficiários garantam seu ambiente de trabalho (em termos de saúde e segurança, uso de produtos agroquímicos etc.) e melhorem sua sustentabilidade ambiental (em termos de uso da terra e da água).

Sobre nosso parceiro

ldf-logo-pur.png

Um negócio social presente em 40 países, o Projeto PUR trabalha com empresas para regenerar os ecossistemas dos quais eles dependem, ao mesmo tempo em que empodera comunidades locais e incentiva iniciativas locais empreendedoras.

Duração do projeto

2012 a 2020

 

DEPOIMENTO

Como cafeicultor, sei que tenho impacto nos recursos hídricos e no desmatamento. Também notei o efeito prejudicial sobre a produção decorrente de secas mais frequentes, temperaturas mais altas e clima imprevisível. Plantar árvores ajuda a preservação e fertilização do solo, para a sombra que é fornecida e ajuda o café a crescer, e para o futuro dos meus filhos, já que a madeira terá um alto valor.

Mr. Amerudin

Vilarejo de Waysalang, Lampung, Indonesia